A empresa App Annie elaborou um estudo sobre os modelos de consumo de jogos em 2017. Vivemos em uma sociedade na qual cada vez se demanda mais a capacidade de poder consumir conteúdos em qualquer lugar e com qualquer dispositivo. Por isso, a cada ano cresce o número de usuários que deixaram em segundo plano os consoles tradicionais para usar seus dispositivos móveis como plataforma principal de entretenimento.

Como acontece com o resto das indústrias culturais, o setor dos jogos está virando para os dispositivos móveis. Foi 2014 o ano que pela primeira vez se superou o gasto em jogos para esta plataforma em comparação aos consoles tradicionais e os computadores. Vale destacar que em 2017 a média global de gastos em aplicativos (contando tanto compra de apps como microtransações) foi 2.3 vezes superior ao de PC/Mac e 3.6 vezes maior do que de consoles de vídeo game tradicionais.

Para notar este auge, observamos que os jogos móveis marcam 80% do desembolso total dos usuários nos principais marketplaces de aplicativos pelo mundo. Por outro lado, somam 35% dos downloads mundiais realizados em 2017.

Se falamos de regiões, Ásia e Pacífico foram as zonas do mundo que mais incrementaram o gasto em jogos para iOS e Android devido, em larga escala, ao crescimento da Apple Store no Japão e China e do Google Play na Coreia do Sul.

Focando em títulos específicos, Honor of Kings (Arena of Valor no ocidente) e Lineage 2 Revolution foram os jogos que mais cresceram em downloads durante 2017. O primeiro pertence à gigante chinesa Tencent e em maio foi declarado como o jogo mais rentável para dispositivos móveis. O segundo foi concebido pela sul-coreana Netmarble Games e já roda os 180 milhões de horas jogadas.

É precisamente neste tipo de jogos competitivos onde a plataforma móvel segue aumentando a distância. O jogo cooperativo ou PvP online agora é possível em dispositivos móveis graças a uma maior potência tanto em dispositivos como em tecnologias de conexão. Apesar de que o consumo de partidas, tanto em PC e Mac como em tecnologias tradicionais, segue em aumento, a porcentagem foi diminuindo com o passar dos meses e só existiu uma diferença de 10% no último trimestre de 2017.

Outro dado destacável em relação aos usuários que consomem títulos PvP em smartphones é que estes são em média mais jovens do que os que não baixam este tipo de jogos. Ainda, estes jogadores são duas vezes mais propensos a gastar dinheiro em jogos móveis. Os resultados das pesquisas realizadas apontam para que em 2018 este tipo de jogos se sobreponha ao resto dos gêneros.

Os modelos de consumo seguem mudando. Os dispositivos móveis seguem avançando na busca para oferecer tecnologia cada vez melhor que permita jogar em qualquer lugar, sem nem sequer notar que não estamos fazendo isso num PC ou console tradicional.

Texto: Carlos Martinez.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here