No fim de 2017 soubemos que o estúdio Niantic Labs, pai dos bem-sucedidos Ingress e Pokémon GO, estava trabalhando em um novo jogo de realidade aumentada baseado no universo desenvolvido por J.K. Rowling para a saga Harry Potter. Após mais de um ano de espera, por fim podemos ver Harry Potter: Wizards Unite em ação e conhecer algumas de suas características antes de seu lançamento previsto para este ano ainda.

Protetores do mundo trouxa

O jogo se ambientará no mundo real e na época atual, estando cronologicamente situado após os eventos vistos nos livros/filmes da saga após o fim de Voldemort e destruição das relíquias da morte. Um evento desconhecido chamado “A Calamidade” fará que criaturas mágicas estejam espalhadas pelo mundo, e nós, membros do Estatuto Internacional de Sigilo em Magia, teremos que dar conta do problema para evitar o caos entre os trouxas.

O que encontraremos em Wizards United

A efeitos práticos, temos uma experiência similar à de Pokémon GO. Poderemos percorrer nossos arredores em busca de criaturas mágicas, que teremos que vencer através de um minigame de habilidade onde, em algumas ocasiões, aparecerá algum personagem conhecido com a mesma aparência de seu homônimo dos filmes. Também encontraremos outras criaturas, sejam monstros ou magos das trevas, que teremos que enfrentar acabando com as barras de vida deles antes que zerem as nossas.

Advertisement

Todo este esforço fará que nossas reservas mágicas se esgotem, tendo que visitar outro tipo de localização como pousadas ou estufas para “reabastecer” e conseguir itens especiais e ingredientes para criar poções. Estes pontos se recarregam a cada certo tempo, e serão o equivalente às Pokestops de Pokémon GO.

Com a bagagem da obra na qual se baseia, e tendo a premissa de Animais Fantásticos presente, todos estes encontros serão registrados em nossa lista de descobertas, pelo que grande parte da progressão será pela busca de criaturas especiais, algumas delas com determinadas condições de aparição. Por exemplo, os lobisomens só aparecerão quando o mundo real estiver com lua cheia.

Progressão como se fosse um RPG

A diferença a respeito de outros jogos anteriores da Niantic é a existência de árvores de habilidades, estatísticas visíveis para o jogador e até três profissões que potencializarão uma de nossas características: auror (a “polícia” do mundo mágico, por assim dizer), zoólogo mágico e professor. À medida que avançamos numa dessas profissões iremos desbloqueando novas bonificações, mas é possível alternar entre elas e se especializar na característica do jogo que mais interessar.

Além de tudo isso, e como desafio maior, se encontram as fortalezas, que seguindo com a analogia, podem ser consideradas algo tipo os ginásios de Pokémon GO. Aqui temos que colaborar com outros jogadores para derrotarmos criaturas mais poderosas que as protegem, já que dependendo das habilidades que tenhamos desenvolvido, teremos que selecionar um inimigo específico que teremos mais chances de vencer.

Quando e como chegará Harry Potter: Wizards Unite

Apesar de ainda não haver data oficial, o esperado é que o jogo seja lançado ao longo deste ano, e certamente deverá ser durante o período de férias de meio do ano para repetir o sucesso de Pokémon GO. Já foi aberto o pré-registro no Google Play e estará disponível em 17 idiomas quando for lançado.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here