Com 2018 no meio do caminho, é um bom momento para fazer uma retrospectiva e enumerar quais foram os melhores jogos que chegaram na plataforma Android no decorrer da primeira metade do ano. Desde títulos muito esperados que já vínhamos há meses ansiosos até raridades que nos surpreenderam maravilhosamente, a colheita de títulos nos últimos seis meses foi excelente. Fique agora com os melhores.

PUBG Mobile

Vamos começar pela joia da coroa (ao menos até que Fortnite chegue para Android e diga o contrário). O jogo da Bluehole se aliou com o grande desenvolvedor asiático Tencent para lançar não um, mas dois títulos baseados no Battle Royale, embora só um deles tenha sido distribuído internacionalmente. Após sua chegada a iOS, a princípios de fevereiro chegou à nossa plataforma, sendo hoje em dia um dos jogos mais baixados na Uptodown. [Baixar]

ARK Survival Evolved

Outro título precedido de um grande sucesso em PC. O jogo de sobrevivência com dinossauros chegou recentemente para Android com um port espetacularmente similar ao original, embora como moeda de câmbio temos uns requisitos de hardware superiores ao habitual. O melhor é que a versão para Android é freemium, diferente da primogênita. [Baixar]

Superstar BTS

Neste caso, talvez não estejamos ante um sucesso devido às qualidades intrínsecas do jogo, mas sim o reflexo do sucesso sem precedentes que está vivendo o famoso grupo de J-Pop BTS, que topa as listas de sucesso de meio mundo. O chamado ‘BTSArmy’ (assim se chamam seus fãs) esperava ansiosamente por um jogo musical protagonizado por seus ídolos. Daí que cada nova versão seja também muito esperada, além de ter-se ampliado a família de títulos Superstar com outras produções para Android como JYPNation ou SMTown. [Baixar]

Harry Potter: Hogwarts Mystery

Ser um jogo de Harry Potter já é por si já é algo suficientemente grande para ser um dos maiores sucessos do ano, mas é que Hogwarts Mystery sabe seduzir os fãs os colocando para jogar como um aluno da famosa escola de magia e bruxaria para magos. Após escolher uma das casas, teremos que assistir aulas, nos dar bem com nossos companheiros e ainda resolver um estranho mistério relacionado com nossa linhagem sanguínea. [Baixar]

Dragon Ball Legends

Nunca há jogos suficientes de Dragon Ball, e se nos chega algo do calibre de Dragon Ball Legends a gente fica de joelho. Este jogo traz o melhor a nível visual das últimas entregas de console desenvolvidas por Dimps e tempera com um sistema de controle por turnos e gestos tácteis que se encaixa maravilhosamente dado o formato. Uns gráficos geniais, um sistema de jogo divertido e surpresas como a aparição de um novo personagem criado para a ocasião são credenciais suficientes para não jogar pela enésima vez como Goku e companhia. [Baixar]

Brawl Stars

Outro filho pródigo que nos chegou esse ano. Supercell já se veste de ouro e diamantes graças a Clash of Clans e Clash Royale, e replicar o sucesso pela terceira vez não soa tão provável, ainda mais por apresentar um título que se afasta do lore criado para os títulos anteriores. Desta vez estamos ante um mini MOBA que se destaca pelo mesmo que seus predecessores: um sistema de jogo fácil de jogar e complicadíssimo de dominar. [Baixar]

The Sims Mobile

A EA já precisava renovar sua experiência ‘Sim’ no Android, já que ainda vinha arrastando o título de 2011. Esta nova versão não deixa muito a desejar, oferecendo um enorme grau de personalização para nossos personagens e seus lares, uma infinidade de tarefas e diversões espelhadas pela vizinhança e a possibilidade de envelhecer e nossos filhos seguirem com a linhagem. Como a própria vida. [Baixar]

Man or Vampire

Nem tudo se resume a blockbuster de grande reputação. Man or Vampire vai ser, certamente, a joia do ano quanto ao subgênero dos SRPGs por diversos motivos. Além de seus belos gráficos e ambientação dark, temos um jogo de estratégia por turnos divertidíssimo. Poderemos recrutar até 50 membros, cada um dos quais poderá se transformar em vampiro de forma permanente, embora com isso pare de subir de nível por ganhar o dom da imortalidade. Só jogando para entender. [Baixar]

Creative Destruction

Na falta de tu, vai tu mesmo. Como já falamos, a versão para Android de PLAYERUNKNOWN’S BATTLEGROUNDS está encabeçando o gênero, mas enquanto Fortnite não chega para Android, os clones vão saindo dos esconderijos. O problema é que esses clones começaram a alcançar níveis de qualidades admiráveis. Creative Destruction é o melhor clone que temos hoje. Vamos aproveitar como o bom placebo que é. [Baixar]

Helix Jump

Menos é mais e nem todo jogo pode ser uma complexa epopeia de mecânica barroca. Em Helix Jump teremos que fazer uma bola descer por uma espiral infinita de plataformas se movendo em torno do próprio eixo na vertical das mesmas. E é isso. Isso foi o necessário para que o estúdio VOODOO o convertesse num dos sucessos do ano. [Baixar]

Pokemon Quest

Tudo que leva o nome Pokémon está predestinado a fazer barulho. Após passar pelo Nintendo Switch como jogo freemium chega este novo invento de The Pokémon Company para dispositivos Android. Seus gráficos quadriculados são só a carta de apresentação de uma fórmula diferente das dos títulos canônicos: devemos escolher nossa equipe de três criaturas e em cada missão se moverão de forma automática em tempo real, sendo nosso dever o de escolher que ataque vão realizar. E ainda por cima poderemos criar uma adorável fazenda de Pokémon. [Baixar]

Westworld

HBO está coçando a cuca na tentativa de lançar um fenômeno que tenha o prestígio de Game of Thrones. Sem dúvidas, Westworld é o que mais se aproxima de conseguir, assim seu jogo oficial para Android foi bem recebido inclusive por méritos próprios além de possuir a licença oficial. Aqui temos, obviamente, que gerenciar nosso ‘parque temático’ ambientado no velho oeste para que as coisas não desandem. [Baixar]

Kick the Buddy

É preciso desabafar de alguma forma, mesmo que batendo num pobre boneco. Essa é a principal premissa de Kick the Buddy, embora à medida que jogamos, a fórmula se estira a níveis absurdos onde podemos fazer combos de destruição desbloqueando novos artefatos perversos. Com certeza queimar, explodir, congelar, despedaçar e retorcer seu colega de jogo vai te fazer sentir-se melhor. [Baixar]

Mercs of Boom

Tentar copiar uma fórmula de sucesso não quer dizer que está predestinado ao fracasso. Mercs of Boom olha a saca de estratégia XCOM com outros olhos, e ao se basear nos melhores, obtém-se uma maravilha lúdica. Aqui temos combates por turnos em cenários quadriculados onde controlamos uma esquadra de três membros, assim como a gestão de nossa base de operações onde melhorar nossas tropas e o equipamento que usam. [Baixar]

Darkness Rises

O pessoal da NEXON é expert em nos trazer propostas dentro do âmbito dos JRPG. Uma de suas últimas produções é Darkness Rises, cujos valores de produção poderiam passar por um título para consoles. Seus espetaculares gráficos rodam por Unreal Engine 4, e seu sistema de combate em tempo real faz que possamos executar combos de diversas índoles em nossos inimigos. Aqui prima a espetacularidade… e a repetição de conteúdo até cansar. [Baixar]

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here