Os melhores jogos de 2018 para Android

Esta é nossa seleção com os melhores jogos do ano para Android.

0
741

No ano passado nasceram os Uptodown Game Awards, uma iniciativa na qual nossa equipe de editores seleciona os melhores jogos para Android lançados ao longo do ano distribuídos por categoria. A recepção foi tão boa que decidimos repetir com os melhores títulos lançados em 2018.

Se 2016 foi o ano da realidade aumentada e em 2017 teve lugar a consagração dos MOBA para Android, sem dúvidas 2018 foi o ano dos Battle Royale após a chegada de PUBG e Fortnite à plataforma, além do mar de clones e variantes que apareceram. Mas não nos deixemos levar pelos títulos generalistas, já que há uma enorme quantidade de joias ocultas que merecem ser destacadas. Escolhemos doze categorias temáticas para ilustrar esta diversidade, cada uma delas presidida por seu máximo expoente acompanhado por uma menção honorífica.

Ghostbusters GO – Melhor jogo de Realidade Aumentada

Como? Onde estão os adoráveis monstrinhos peludos? Custou uns anos, mas por fim a fórmula idealizada por Niantic Labs está sendo utilizada além do visto em Ingress e Pokémon GO. Com a abertura da API do Google Maps e a implementação da tecnologia ARCore e mais títulos, pudemos ver finalmente propostas como Ghostbusters GO.

Há muitas coisas que o tornam especial, além de fazer uso da famosa licença. O estúdio coreano 4:33, sob supervisão de Sony Pictures, desenvolveu um título onde devemos andar pela cidade em busca de fantasmas. Mas mesmo que a caça com nosso canhão de prótons ser muito divertida, também poderemos enfrentar as criaturas que capturemos com outras como se fosse um RPG por turnos, além de avançar ao longo de um modo história que narra nossas andanças como rookies dentro da equipe. [Nossa review]

Menção especial: O outro grande título de AR também baseado numa licença de sucesso foi sem dúvidas The Walking Dead: Our World, o jogo baseado na série da AMC onde teremos que colaborar com outros sobreviventes para limpar nossa cidade de mortos vivos.

Man or Vampire – Melhor RPG

Nos vimos obrigados a separar este gênero dos MMORPG por utilizarem mecânicas totalmente diferentes no terreno Android. Man or Vampire é um jogo de RPG com combates por turnos sobre cenários quadriculados, o que não é falar quase nada da genialidade de sua proposta. Neste jogo da HIDEA teremos que percorrer masmorras geradas aleatoriamente com nossa equipe de aventureiros enquanto enfrentamos todo tipo de perigo. Mas de novo, isto é só a ponta do iceberg.

Os combates, próprios de um SRPG de peso, precisam de uma boa estratégia posicional de nossos aventureiros para que saiam vitoriosos devido a existir uma infinidade de interações. Não é por acaso, há 70 personagens disponíveis no jogo, cada um com suas próprias aptidões. E ainda, poderemos transformar qualquer um deles em vampiro, fazendo que deixe de subir de nível, mas permitindo que ressuscite em combate. Um diamante em forma bruta. [Nossa review]

Menção especial: Romance of the Three Kingdoms: The Legend of Cao Cao. Um SRPG ambientado na conhecida mitologia chinesa num hit de Android? E como. Este herdeiro direto da saga Eiketsuden do estúdio Koei é um dos melhores expoentes do gênero.

Life is a Game – Jogo mais inovador

Não faz falta que um jogo seja uma obra ambiciosa para deixar uma mensagem forte em nossos corações. Life is a Game é um jogo muito humilde. De fato, se removermos a capa conceitual que o envolve, simplesmente estaríamos ante um runner onde devemos coletar objetos espalhados pelo cenário. A graça está em que isso representa nossa própria existência, e as ações que executamos pelo caminho são o que irá determinar nosso futuro na vida.

Cada partida não dura mais de cinco minutos, indo desde nosso nascimento até nossa morte em uma vertiginosa corrida da vida cheia de possibilidades. Teremos uma infância feliz ou a tristeza reinará por toda a vida? Terei um emprego fixo ou serei um artista boêmio? Decisões transcendentais que acontecem ao saltar um par de vezes pelo cenário e que nos fazem internalizar uma mensagem forte que precisamos levar em conta: a vida passa num piscar de olhos. [Nossa review]

Menção especial: Hide Online. Os chamados Prop Hunt nasceram há alguns anos em PC, mas este jogo foi o que levou a fórmula com mais acerto a dispositivos Android. Um jogo competitivo onde uma equipe deve encontrar os membros da equipe rival, podendo eles estarem camuflados em forma de elementos estáticos do cenário. Tão simples como curioso.

Hundred Souls – Melhor aspecto técnico

Poucas vezes vimos no Android um uso tão bom do motor Unity. Hundred Souls é espetacular em nível técnico, fruto de sua equipe de desenvolvimento: o estúdio Hound 13 é um dream team composto por ex-funcionários de outros tantos MMO de sucesso. Neste caso, a fórmula é levada ao terreno dos hack-and-slash com um aspecto técnico que outros projetos de empresas maiores já tentaram alcançar. No fim sempre pecamos por menosprezar as plataformas móveis quando não deixam a desejar em relação aos consoles tradicionais inclusive em nível técnico (exceto pelas óbvias distâncias em nível de hardware, claro). [Nossa review]

Menção especial: Alto’s Odyssey. Era difícil fazer algo mais belo que Alto’s Adventure, mas isso acabou acontecendo com sua sequência. É preciso ter uma grande visão artística para converter um endless runner com físicas em um relaxante passeio por paraísos dos sonhos sem cair no tédio ou na monotonia. Ver o entardecer neste jogo enquanto salta por dunas gigantes é de reconfortar o coração.

Ragnarok M – Melhor MMORPG

Faz longos 15 anos que chegou o icônico MMORPG Ragnarok Online para PC, mas tamanha foi sua repercussão no âmbito dos jogos de RPG online que a marca segue até hoje muito viva. Ou ao menos é isso o que demonstrou ao lançarem Ragnarok M para Android, que continua a filosofia dos transcendentais e épicos MMO asiáticos, voltando a apaixonar os jogadores.

Nesta ocasião, esta nova iteração da saga soube equilibrar entre os velhos sprites 2D do título original e as encarnações tridimensionais posteriores. A personalização de nosso personagem e toda a doçura das montarias, mascotes e detalhes estéticos são os artifícios que o levaram ao topo da categoria em 2018.

Menção especial: RebirthM. Do outro lado da balança está esta proposta muito mais próxima da filosofia dos MMORPGs coreanos da escola Lineage. Isto é, espetaculares gráficos, grind de exp até cansar, um enorme mundo aberto e conteúdo imersível em forma de masmorras, missões de party, desafios diários e um PvP de dar água na boca.

Badland Brawl – Melhor PvP

Estamos há alguns anos vendo um festival de clones de Clash Royale. Um longo desfile de jogos onde a inovação brilhou por sua ausência. Menos mal que Badland Brawl veio nos salvar disto graças à sua super inteligente união de conceitos: ao invés de invocar unidades para atacar a base rival, lançaremos no cenário como se estivéssemos num tipo de Angry Birds competitivo.

badland brawl

Um jogo onde não só temos que prestar atenção nos típicos pros e contras das unidades, mas também nas físicas das mesmas. As partidas podem parecer um caos de explosões, mas logo descobriremos que aqui não há lugar para a sorte. Uma obra muito divertida e com a suficiente personalidade para se destacar dentre os outros PvPs que apareceram neste ano. Ainda, conta com o plus do fantástico design do universo da saga Badland. [Nossa review]

Menção especial: Super Senso. Robôs gigantes e Advance Wars é uma mescla à qual poucos jogadores conseguem dizer não. O título de Turbo Studios nos dá geniais partidas por turnos de menos de 5 minutos onde cada movimento nosso é vital para alcançar a vitória. Impossível não exaltar um título excepcional em dispositivos móveis.

Super Cat Tales 2 – Melhor plataformer

Pode ser que os plataformers não sejam um gênero tão propício para dispositivos móveis devido a ser complicado dar precisão a nossos movimentos através da tela. Mas esta obsessão fez que desenvolvedores buscassem novas formas para nos dar títulos de qualidade. E Super Cat Tales 2 provavelmente é o que mais soube brilhar: um plataformer onde não há botão de salto.

super cat tales 2

Nossos simpáticos gatinhos saltarão quando forem correndo e se encontrarem com um desnível. Uma decisão inteligente até a última gota, posto que na prática continuaremos tendo que ser precisos, mas a tela táctil não será um obstáculo em nosso caminho. Um jogo que não esconde seu amor por Super Mario World e que irá nos maravilhar com suas mais de cem fases, distintos gatos para desbloquear e seu belo aspecto retro que dá vontade de apertar. [Nossa review]

Menção especial: Slime Pizza. Estamos acostumados a que tudo o que leve o selo Nitrome seja sinônimo de qualidade. Mas é que NEUTRONIZED nos deixou duplamente encantados este ano. Além do excelente jogo dos gatinhos, este estúdio nos entregou este mini-metroidvania acerca de um slime tentando capturar o maior número possível de fatias de pizza. Um plataformer soberbo para passar horas e mais horas jogando.

PARADE! – Melhor jogo de ritmo

Nosso sentido de ritmo e timing na hora de tocar a tela será colocado à prova no genial PARADE! Um título que passou muito despercebido num cenário onde faltam jogos originais. É uma autêntica pena que não teve mais gente jogando, porque estamos ante uma maravilha low poly em ritmo de funky. Quem não queria estar à frente de um desfile de animais, robôs, zumbis e dinossauros? Esperamos que este grito aos céus que estamos dando aqui possa fazer este jogo chegar a mais pessoas.

PARADE!

PARADE! não segue a tradição dos jogos de ritmo de dispositivos móveis que usam a jogabilidade popularizada por Guitar Hero. Aqui temos que fazer swipe nas direções que o jogo nos indique em cada uma de suas fases delirantes. Pode ser que leve um tempo para dominar, mas logo nos encontraremos ante um jogo mandatório para os amantes do gênero. [Nossa review]

Menção especial: Superstar BTS. A popularidade da banda BTS não deixa dúvidas e seu jogo oficial foi um grande sucesso. Um jogo que traz hit após hit da banda sul-coreana e que conta com desbloqueáveis para que seus fãs possam se exaltar de emoção.

PUBG Mobile – Melhor Battle Royale

2018 foi o ano dos Battle Royale. Quase qualquer produto sob essas palavras mágicas acabou fazendo fama, mas acreditamos que no meio móvel houve um claro ganhador. Enquanto que PLAYERUNKNOWN’S BATTLEGROUNDS foi perdendo espaço para concorrentes como Fortnite, PUBG Mobile se transformou na joia da família. Tudo graças a saber melhorar notavelmente em cada nova atualização, o que o tornou um dos jogos do ano para dispositivos móveis.

pubg mobile

Este jogo se tornou um fenômeno com tudo que tem direito: clones para dar e vender, sua própria versão Lite e inclusive o aparecimento de uma versão Beta onde podemos descobrir as novidades antes de todo mundo. 2018 foi o ano de PUBG Mobile e fará que 2019 siga este caminho. [Nossa review]

Menção especial: Battlelands Royale. Temos que destacar o jogo da Futureplay porque souberam traduzir a ação dos battle Royale a partidas entre 3 e 5 minutos. Um jogo ideal para dispositivos móveis e com um encantador estilo visual que não dá para resistir.

Bendy in Nightmare Run – Melhor Arcade

Os jogos arcade encontraram no Android seu companheiro perfeito de aventuras. E dentro desta ampla categorização, os endless runner são um dos grandes focos de atenção. Bendy in Nightmare Run não só é um fantástico plataformer infinito, mas também soube dar um sopro de ar fresco no gênero: a perspectiva mudou e nosso simpático personagem correrá até a tela em sua frenética fuga.

Bendy in Nightmare Run

A influência de Cuphead está mais que clara no visual, mas este endless runner não é uma simples homenagem ao jogo do Studio MDHR. No caso, sua dificuldade pode deixar para trás os jogadores mais ocasionais. [Nossa review]

Menção especial: PAKO 2. Se o primeiro PAKO já foi todo um evento, esta segunda entrega nos deixou sem palavras. Tem a mesma alma, mas a experiência cresceu em todos os sentidos: mais veículos, armas, sistema de progressão e um aspecto artístico para aplaudirmos de pé. Não perca o monográfico que fizemos da saga criada por Tree Men Games.

Friday 13th Killer Puzzle – Melhor jogo de puzzles

Friday 13th Killer Puzzle é um jogo ideal para aqueles que pensaram que os jogos de puzzles tipo Sokoban já tinham saturado. Seu divertido aspecto visual e os toques das sagas slashers mais influentes da história o destacam como um dos jogos top do ano. Um pacote fantástico que nos faz perdoar o fato de ser quase um skin de Slayway Camp.

Friday 13th Killer Puzzle

Pode ser que a franquia Sexta-Feira 13 não se destaque por seu humor, mas vamos nos divertir aos montes com a obra de Blue Wizard Digital graças ao seu tom de paródia. Mais de 100 fases esperam por nosso afiado machete. [Nossa review]

Menção especial: Alphabear 2. A sequência do adorável Alphabear nos traz mais ursos e desafios linguísticos a superar. É difícil encontrar com uma forma melhor para seguir melhorando nosso vocabulário na língua de Shakespeare.

Brawl Stars – Melhor MOBA

Parecia difícil que a Supercell gerasse com seu novo jogo a mesma expectativa que com os anteriores, mas certamente voltou a repaginar um gênero para dar uma segunda vida no Android. Brawl Stars é um MOBA elevado à mínima expressão quanto ao controle e sistema de jogo, o que não impede que sua enorme profundidade na hora de enfrentar as partidas seja o principal da experiência.

O brawler por equipes foi aumentando o interesse inclusive antes de seu lançamento graças ao boca a boca e ao fato de que está há vários meses em modo de soft-launch em alguns países, antecipando o que está por vir dada a expectativa gerada. Após ter desfrutado a fundo, podemos quase assegurar que vai ser assim. [Nossa review]

Menção especial: Survival Heroes demonstra, mais uma vez, que os híbridos de gêneros são a chave para chegar a novos horizontes em um mercado tão saturado como é o Android. Unir a estrutura de um Battle Royale com o controle e sistema de jogo de um MOBA é tão divertido quanto parece.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here