Já sabemos que a capa de personalização dos terminais Samsung tenta se afastar o máximo possível dos padrões da experiência Android Stock pelo mero fato de destacar diferença. Por sorte, no caso de que não estarmos satisfeitos com essa aparência, há muitas formas de acabar com todo o ecossistema de aparências e funcionalidades extras incluídas nos Galaxy sem precisar fazer root nem realizar ações de risco.

1) Use um Theme para mudar as cores do sistema

A loja de temas da Samsung é um bom método para personalizar o próprio launcher da Samsung, mas dado que o seguinte passo será fazer alterações, o que nos interessa disto é conseguir mudar as cores da interface por umas mais conhecidas. O tema gratuito “Pixel” modifica os menus para dar a conhecida combinação de cinza e turquesa da Google, além de acabar com os horríveis botões da navegação da barra inferior por uns mais familiares.

2) Mude o launcher padrão

O bendito Rootless Launcher de Amir Zaidi é a solução para todos os problemas. Se trata de um launcher que modifica o padrão incluído nos Google Pixel para torná-lo compatível com a maioria dos smartphones do mercado. Traz a bandeja de aplicativos deslocável verticalmente, o widget do calendário e tempo, além da integração com Google Discover. Só temos que instalar e utilizar como launcher padrão em Configurações > Aplicativos > Aplicativos predeterminados. A graça do assunto é que serão preservadas as cores do menu de configurações no theme do ponto 1.

3) Elimine os apps do sistema da Samsung

Más notícias: a maioria dos aplicativos pré-instalados no terminal não podem ser eliminados, mas podemos desabilitar vários, especificamente Excel, Facebook, Game Launcher, LinkedIn, OneDrive, PowerPoint e Word. Para saber se é possível, faremos um toque longo sobre o ícone na bandeja de apps e tocaremos no botão de informação. Se o botão desabilitar estiver ativo, já sabemos o que fazer. Além disso vamos mudar as ferramentas do sistema por outras (calendário, relógio, tempo), e pode ser uma boa ideia ocultar os ditos apps para não aparecerem duplicados na bandeja. Para isso, toque longo e ícone do lápis, onde veremos a opção ocultar aplicativo. Em seguida instalaremos os aplicativos substitutos, que no caso do Google estão a maioria disponíveis em forma de app independente.

Advertisement

4) Mude os ícones por uns mais ‘pixelados’

Rootless Launcher incorpora uma função que força os ícones a serem mostrados com silhueta redonda se forem adaptáveis, sendo uma desculpa perfeita para mudar os do sistema por uns mais de acordo com a nova estética. Os de Nougat já eram legais o suficiente, então o pack de ícones Pixel Icon Pack Nougat vai encaixar como uma luva. Após instalado o APK, teremos que ir no menu de configurações do launcher (toque longo sobre o desktop > Configurações do Home) e escolher o dito pack na seção Pacote de ícones.

5) Mude as funções do botão Bixby

Os S9 incluem um botão físico usado EXCLUSIVAMENTE para chamar Bixby, o assistente virtual da companhia, então estaremos desperdiçando se não utilizarmos. O aplicativo bxActions permite mapear o botão de Bixby para executar qualquer outra ação, seja abrir o Google Assistant ou qualquer outra característica dentre as dezenas de funções disponíveis.

6) Mude a tipografia padrão

A tipografia Google Sans pode ser aplicada nos smartphones Samsung. Um usuário do XDA extraiu a dita fonte dos Google Pixel e é possível instalar via APK. Para ativar posteriormente iremos em Configurações > Tela > Tamanho e estilo de fonte > Tipo de Fonte e escolheremos GoogleSansReg.

7) Desabilite as funções extras da Samsung

Samsung incorpora uma barbaridade de funções adicionais que podemos desabilitar em qualquer momento já que são totalmente opcionais e, na maioria dos casos, atrapalham o uso e complicam a já extensa coleção de características pré-instaladas. Em Configurações > Funções avançadas poderemos anular todas estas características. Também poderemos evitar que o dispositivo faça cópias de segurança desativando a dita opção em Configurações > Contas e cópias de segurança.

8) Modifique a tela de bloqueio

O sistema Always on Display vem ativado por padrão, fazendo que a tela fique permanentemente acesa mostrando o relógio e, por isso, consumindo mais bateria. Em Configurações > Tela de bloqueio poderemos desabilitar esta opção. Já que estamos aqui, vamos modificar um pouco essa tela para que fique mais ‘Android Stock’. Em Estilo do relógio marcaremos a terceira opção e escolheremos a cor branca para a tipografia. Em Acessos diretos tiraremos os dois ícones da parte inferior da tela no caso de querermos que ninguém acesse tais funções com o terminal bloqueado. Em FaceWidgets poderemos decidir o que queremos que apareça na tela quando o terminal estiver bloqueado.

9) Instale o app de câmera dos Google Pixel

O aplicativo de câmera incluído por padrão não é nada mau, mas o software desenvolvido por Google para tirar proveito da câmera única do Pixel 3 está em outro nível. Um usuário do XDA o tornou compatível com os dispositivos Samsung S9 atualizados a Pie com One UI. O uso do HDR e o foco por software melhoram consideravelmente a respeito do padrão, então não há desculpa para não utilizar.

10) Desligue a conta de usuário da Samsung

Chegando a este ponto, e dado que nos desfizemos de todos os serviços da Samsung, podemos desconectar definitivamente a conta da Samsung do terminal. Com isto perderemos a possibilidade de usar o sistema de cópia de segurança da companhia, o localizador e o uso de dados biométricos, mas dado que pretendemos utilizar serviços da Google ou de terceiros, não precisaremos mais disso. E se bater o arrependimento, só é relogar e fingir que nada aconteceu.

1 COMMENT

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here