O velho oeste é uma das épocas mais representadas no mundo audiovisual. O western é um dos gêneros cinematográficos mais importantes da história e o mundo dos jogos também levou uma boa dose de duelos ao sair d sol. Já vimos jogos distintos até não poder mais, mas por sorte sempre há espaço para inovação. Isso é o que nos propõe Wild Bullets, um divertido arcade onde vamos enfrentar todo um grupo de demônios que assola nosso povoado.

Pode ser que o a desculpa de que “uns demônios apareceram no povoado” seja no máximo curiosa, mas serve como uma desculpa para o que propõe Wild Bullets. Porque sim, este pequeno jogo é toda uma surpresa embutida na tela de nossos dispositivos móveis.

Advertisement

Wild Bullets Android

Este título arcade nos propõe limpar de inimigos cada uma das telas do jogo e para isso nos apresenta fases divididas em quadrículas pelas quais nossos heróis poderão avançar. Nossos movimentos se reduzem a nos movermos de forma horizontal e a avançar à base de socos. Dispararemos nossa arma e nos deslocaremos de cada vez, então temos que estar medindo nossos movimentos em fases que vão se enchendo de inimigos à medida que avançamos nesta peculiar aventura. Bem, inimigos, disparos, bombas…

A obra desenvolvida por Tobias Örnberg tem muitos pontos fortes que a destacam no saturado cenário de jogos para dispositivos móveis. A primeira coisa a ser destacada é que Wild Bullets nos convida a avançar de forma rápida graças ao sistema de combos que irá aumentando se derrotarmos inimigos antes da barra zerar. Mas a ação muitas vezes nos demanda certa cautela, já que cada movimento é feito com base em uma aposta em risco/recompensa que teremos que decidir em milésimos de segundo. Esta “paciência” que nos requer aparece graças ao genial sistema de coberturas com o qual conta o jogo: assim que avançamos por um objetivo, ficamos imunes às balas inimigas enquanto não nos movamos. É preciso pensar muito bem se vale a pena conseguir mais umas moedas ou não.

Wild Bullets

Já que estamos falando do metal dourado, vale comentar outra das chaves do jogo: a inclusão de portas para o mundo demoníaco. Se entramos em um dos portais que aparecem em algumas das fases de Wild Bullets acessaremos o próprio inferno. Um inferno repleto de ouro, no caso. O ruim é que os demônios não vão facilitar para que coletemos todo esse ouro, então teremos que ser muito rápidos e precisos para avançar por aqui. Basicamente porque diremos adeus à partida se cairmos em algum dos poços de lava. Poderemos retomar se gastarmos um número determinado de moedas ou visualizando alguma propaganda. Mas essas moedas de ouro também nos servem para conseguirmos objetos na loja, desbloquearmos novos personagens ou melhorar permanentemente os que já tenhamos. Decisões complicadas todo o tempo.

Wild Bullets hell

Nosso objetivo final será derrotar os quatro chefes finais do jogo e estes enfrentamentos são bem interessantes devido às mecânicas mudarem de acordo com o chefão que temos pela frente. Por sorte, iremos melhorando nosso sheriff à medida que avançamos pela tela: após superar uma fase, podemos escolher entre três habilidades distintas que aparecerão de forma aleatória. Um fato que dá aleatoriedade ao sistema de roguelike, ou roguelite se formos mais ao pé da letra na definição. Cada partida será distinta da anterior, algo que é de se agradecer.

Wild Bullets final boss

Não podemos dizer que Wild Bullets é um jogo simples, mas iremos entender melhor os controles após poucos minutos jogando. Sua ação frenética e sua aleatoriedade nos convida a jogar e jogar até o fim. E isso porque não falamos ainda de seu belo pixel art e de seu genial BSO em chiptune. Acreditamos que é sempre bom falarmos de obras que talvez não tenham o reconhecimento que deveriam e não sobra dúvidas de que Wild Bullets entra nesta categoria. Baixe e jogue como puder, já que vale muito a pena. Senão, quem vai nos salvar dos demônios do velho oeste?

Wild Bullets para Android na Uptodown [APK] | Baixar

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here